Dez coisas que não fiz no ano em que me tornei mãe

Não fiz

O primeiro ano depois do nascimento da nossa filha foi divido em dois períodos: licença-maternidade (dedicação exclusiva à cria e nada mais) e volta ao trabalho (tentativas, ora exitosas, ora não, de conciliar casamento, trabalho, maternidade, madrastidade, lazer, vida privada e beauté).

Fato é que hoje é a cerimônia do Oscar e percebi que não sabia nem quais eram os filmes indicados. Na verdade, acho que não sei nem quem morreu no ano passado.

Em resumo:

1 – Não fui ao cinema, nem para as poucas sessões do CineMaterna que ocorreram por aqui.

2- Não li 50 tons de cinza e nem qualquer outro do gênero.

3 – Não frequentei a escola dos meninos.

4 – Não fui a melhor amiga que poderia ser; fiquei monotemática e indisponível.

5 – Não viajei sozinha com o PD3, exceto por um final de semana na praia para comemorar nosso aniversário de casamento.

6 – Não dormi e não me alimentei bem.

7 – Não viajei para visitar meus pais, nem no Natal.

8 – Não assisti nenhum episódio de TBBT, nem de Grey’s Anatomy.

9 – Não comprei! Bolsas, sapatos, make… Nada das coleções de 2012 me pertence.

10 – Não relaxei.

Em resumo: virei mãe! Mas uma mãe terapeutizada, que sabia que todas essas pequenas renúncias seriam naturais, quase indolores, e que, acima de tudo, são inerentes ao novo cargo.

Mamães de recém-nascidos, vos asseguro: essa obsessão inicial diminui (porque passar, não passa). E o grande aliado para que você não se torne um humano insuportável, adepto do filhocentrismo, é o seu marido (ou alguém com quem você divida a vida). O PD3 sempre deu um jeito de me chamar prá realidade e mostrar que existe vida feliz fora do universo cor-de-rosa que criamos para a Vivi.

Assim, quando o marido te convidar para jantar, aceite; quando ele disser que você está exagerando nos cuidados com a criança, acredite; quando ele disser que está na hora de voltar à rotina que tinham antes do nascimento do bebê (com as necessárias adaptações, claro), volte.

Aos poucos, volto às condições normais de temperatura e pressão. Às vezes até tenho assuntos não relacionados à Vivi e nem aos meninos. Família, amigos e transeuntes agradecem.

Beijos,

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Comente, compartilhe! :)