Dez dicas para escolher com segurança o berço do seu filho

E uma novidade: berço, agora, só com selo do Inmetro!

Berço 2

A partir de hoje, só poderão ser comercializados em território nacional berços com o selo de certificação de segurança do Inmetro, conforme estabelece a Portaria n. 269/2011, do próprio Inmetro.

Mas é claro que órgão verdadeiramente fiscalizador da segurança e adequação do berço do bebê chama-se MAMÃE/PAPAI. Para facilitar a vida dos que estão em vias de estrear no mundo da maternidade/paternidade, reuni 10 dicas para ajuda-los na escolha do local onde seu bebê dormirá por aproximadamente dois anos (isso se vocês não o levarem para a cama com vocês). :)

Vamos lá!

1 – Verificar se o berço possui o selo de segurança do Inmetro. Se possuir, significa que foi fabricado, comercializado e transportado de acordo com as normas técnicas aplicáveis;

2 – Testar o sistema de travamento nas laterais móveis do berço, que costuma ter vários níveis de altura. Como avaliar? Uma criança não deve ser capaz de destrava-lo;

3 – A distância adequada entre as grades do berço deve ser de 4,5 cm a 6.5 cm,para impedir que o bebê prenda a cabecinha entre as grades;

4 – A base sobre a qual ficará o colchão deverá ser travada e reforçada, de forma que a criança não consiga levanta-la;

5 – As bordas do berço devem ser arredondadas, jamais pontudas. Além disso, não devem possuir qualquer material que possa machucar ou ser engolido pela criança;

6 – A distância entre o estrado e as laterais do berço deve ser de, no máximo, 2,5 cm, para que não seja possível que a criança prenda as mãoszinhas ou os pezinhos;

7 – Se tiver rodinhas, uma em cada pé do berço, é obrigatório um sistema de travamento;

8 – A altura mínima entre o estrado e a lateral do berço é de 60cm, para evitar que o bebê fujão pule do móvel.

9 – Como o bebê costuma morder as bordas do berço, estas, além de arredondadas, deve ser pintadas com tinta atóxica. Dê preferência à laca, que além de fácil de limpar, é inofensiva.

10 – “Dê um google” no fabricante! A internet é nossa grande amiga nas atividades investigativas e nos dará todos os detalhes sobre a reputação do fabricante.

Para ler o inteiro teor da Portaria n. 269/2011, do Inmetro, que dispõe sobre os requisitos de segurança para fabricação e comercialização de berços no país, clique aqui.

Beijos,

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Comente, compartilhe! :)