A culpa é toda minha. Ou não

Almoço Vivi

Ao chegar do trabalho, encontrei a Vivi iniciando uma daquelas crises de asma e a culpa é toda minha. Ou não.

Pensando de forma razoável, pessoas asmáticas têm asma. Ou seja: sendo asmática, a Vitória necessariamente terá crises de asma. *excelente raciocínio, Bianca. Surpreende tamanha ~clareza e profundidade~*

A tal crise também poderia ser creditada aos seguintes acontecimentos protagonizados pela enferminha nos últimos dias:

– brincou alegremente na chuva, na varanda, e eu deixei porque ela estava amando;

– ficou horas em uma livraria que ela adora, mas cujo ambiente é fechado, com carpete e super povoado;

– tem brincado regularmente no vento e no chão frio, como qualquer criança da idade dela;

– não tem almoçado adequadamente;

– tomou há dois dias a vacina contra a gripe.

Pensando como consigo pensar no momento, a culpa é minha.

Mãe que passa o dia fora de casa não consegue acompanhar de forma satisfatória a rotina básica dos filhos (alimentação, sonecas, medicação, estudos etc e tal). Eu, pelo menos, não tenho conseguido.

Prá que vocês tenham uma ideia, embora eu tenha duas pessoas em casa para me ajudar, ontem serviram para o almoço da Vivi um potinho Nestlé (esse mesmo, de feijão). Nada contra o senhor, seu potinho, até porque fui eu mesma que comprei. Mas para o almoço de uma quarta-feira? Numa casa abarrotada de hortifrutigranjeiros e com porções de carnes e peixe congeladas, previamente separadas para as refeições da criança?

Em uma palavra: inadmissível. Corro prá casa no fim do dia para garantir um jantarzinho saboroso e decente, preparado por mim e esnobado por ela algumas vezes. Mas a rotina de trabalho não me permite estar presente nos almoços. #comofaz

Fato é que a minha pequena está em uma crise de asma, enquanto estou em uma crise gerencial doméstica and de consciência materna. Preciso me concentrar e organizar a casa! Planejar e acompanhar, planejar e acompanhar…

Detesto ouvir os gemidinhos da Vivi ao respirar; detesto não ter qualquer controle sobre a frequência com a qual isso tem acontecido; detesto não estar em casa quando ela precisa.

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Comente, compartilhe! :)