Aleitamento materno reduz risco de infecção no ouvido do bebê

Bebê dor de ouvido

A gente sabe como é comum infecção de ouvido (a tal da otite) no primeiro ano de vida do bebê.

Um estudo realizado pela Universidade do Texas, nos EUA, publicado pela revista Pediatrics revelou que o aleitamento materno aliado à vacinação das crianças, bem como à diminuição de mães fumantes fizeram com que os índices de infecção de ouvido primeiro ano de vida dos bebês fossem significativamente reduzidas.

Os resultados dão conta de que as taxas de infecção do ouvido caíram de 18 a 6 por cento em crianças com três meses idade; de 39 para 23 por cento aos seis meses idade; e 62 para 46 por cento em bebês de um ano.

O estudo acompanhou 367 bebês com menos de um mês de idade até completarem 1 aninho. Foram recolhidas amostras do nariz e das mucosas da garganta, com o objetivo de identificar infecções. Além disso também analisaram informações sobre o histórico familiar de infecções de ouvido, exposição à fumaça de cigarro e aleitamento.

A pesquisa concluiu, por fim, que infecções respiratórias frequentes e falta de aleitamento materno são os principais fatores de risco para infecções de ouvido.

Ficam as dicas: carteira de vacinação em dia, xô cigarro e #partiuamamentar.

bianca@naoeamamae.com
Instagram: @blognaoeamamae
No Huffpost Brasil: Bianca Spessirits
Comente, compartilhe! :)