Atividade física é coisa de criança, sim!

Dia Mundial da Atividade Física

Chuteiras

A mãe pratica musculação, corre e tenta dançar; o pai pedala; e a filha? A filha acaba de trocar suas amadas chupetas por um par de chuteiras.

O esporte, além de ser importantíssimo para a construção do repertório motor das crianças, confere noções de cooperação, trabalho em equipe, disciplina e equilíbrio emocional. E mais: esporte é movimento e movimento é saúde!

Mas a atividade física não deve ser vista como um fim em si; ela é um estímulo, uma brincadeira, pelo menos até os 7 anos.

E nessa vibe a Vivi brinca de dançar…

Ballet

De surfar…

Surf 1

Surf 2

De pedalar…

Pedal 1

De rebolar…

Bambole

De se pendurar…

Árvore

Tenho super lembranças deste dia em que fotografei nossa mocinha aprendendo a subir em árvores com o pai. Foi a primeira vez que ela fez esforço físico sem ter um acesso de tosse. Para uma criança que tem #bo isto é absolutamente incrível! A atividade física reabilita e, observando os limites da Vivi, sempre procuramos manter a pequena em movimento.

Qual a melhor modalidade esportiva para o seu filho? A que ele gostar! Quando começar? A partir dos seis meses os bebês já podem iniciar sua adaptação aquática, o que no futuro se tornará o nadar. Então… Movimentem-se!

Hoje, dia mundial da atividade física, vale lembrar que, segundo a Organização Mundial da Saúde, o sedentarismo é o quarto principal fator de risco de morte do mundo. Está esperando o que para começar a correr, pedalar e rolar no chão com as crianças? :)

Beijos,

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Pra conversar: Grupo de Mães e Madrastas

Comente, compartilhe! :)