Brincadeira e movimento

Com vocês, Carlos Kucera! Nosso colunista sobre movimento/atividade física na infância

Disseminar Informação de qualidade e com afeto é um dos pilares deste honorável blog. Nessa vibe, quando convido alguém para escrever aqui comigo, é porque esse alguém, além de ser super-mega-power-especialista no assunto, é leve, divertido, ama criança e tudo que diz respeito ao universo dos pequenos.

Assim, quando o assunto é dentinhos, temos uma colunista odontopediatra AND fada-dentista, mãe de três crianças; quando o assunto é o trabalho da criança (o brincar), quem escreve é uma mãe de três filhos, adepta da crianção com apego, dona de loja de brinquedos e contadora de histórias (uma verdadeira especialista em diversão na infância).

Nessa vibe, apresentamos a vocês o nosso novo colunista, o educador físico, pai babão apaixonado da Valentina e marido da Roberta, o Carlos Kucera.

O cara vai falar semanalmente sobre educação corporal, movimento e atividade física na infância. Pra que vocês tenham ideia do nível do profissional e do paizão, babem na foto abaixo: Valentina, que tem um ano e nove meses, fazendo uma prancha perfeita, melhor que qualquer um de nós! :)

ValentinaFamília Kucera, seja bem-vinda!

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe

Carlos piscina 2

 

Quando recebi o convite para escrever para o Não é a Mamãe!, fiquei muito feliz por poder expor a minha visão de pai e educador físico e pela oportunidade de compartilhar um pouco da minha experiência com tantos pais e mães.

Conversaremos sobre educação corporal, que envolve atividade física, desenvolvimento e aprendizagem motora, desde a concepção (sim, o feto tem atividade física) até a infância.

A atividade física tem uma enorme importância na educação da criança e a relação entre pais e filhos é determinante para o desenvolvimento infantil, inclusive para o desenvolvimento motor. É dessa relação que vem a confiança no próximo, confiança em si, o afeto, o desenvolvimento cognitivo, sensorial e emocional.

Antes de colocar a criança para praticar natação, judô, tênis ou ballet, os pais têm que brincar (correr, pular, esconder, rolar no chão, agachar, esticar…), estimulando os sentidos e corpo! Entrar no mundo da criança, colocar-se no mesmo nível e ter interesse genuíno na brincadeira e na criança: essencial.

Considerando o brincar como o ponto de partida da educação corporal, para estrear, trago algumas dicas para um brincar verdadeiro, com o próprio corpo, gastando energia e explorando o ambiente:

– Prepare-se para brincar com a criança. Coloque roupas leves, confortáveis e esteja disposto para se sujar;

– Largue o celular e procure ficar sem qualquer estimulo eletrônico;

– Coloque-se no mesmo plano. Desça ao nível da criança. Uma boa estratégia para isso é você sentar ou agachar. Vale deitar no chão;

– Explore o ambiente e tente não usar brinquedos. Seja criativo.

– Siga o ritmo da criança. Deixe que ela diga quando a brincadeira está boa, se quer continuar ou parar.

– Enquanto estiver brincando, brinque. Parece óbvio, mas brincar não é deixar seu filho correr enquanto você troca mensagens no WA.

– Varie as brincadeiras e sugira novos movimentos. Nosso repertório motor é construído com o movimento. Estimule a criança. Pratique Movimento!

– Última dica e, talvez, a mais importante: DIVIRTA-SE!!! Quando você não estiver tendo prazer com a brincadeira, pode ter certeza de que a criança também não estará.

Boas brincadeiras e pratique movimento com seus filhos! Sempre!

Assinatura Carlos

Comente, compartilhe! :)