Brincar de desenhar!

A forma mais eficiente de estimular o gosto pelo risco, pelo traço, pela pintura...

Vivi desenhando
“Mãe, tô fazendo a tomba porque todos os gatos são elefantes”.
 
Publiquei no Insta uma foto da artista plástica Vivi Mendonça, pintora de paredes e membro da escola do Realismo Fantástico (como vocês podem observar pela legenda do post). Na ocasião, uma leitora super querida, a Karina Muniz, me pediu dicas para estimular o desenhar, porque sua filha de 3 aninhos ainda não desenha, mesmo frequentando a escola desde o berçário.
Aí… Passei a bola para a nossa especialista em brincadeiras (desenhadora AND arquiteta) Virginia Ory!
Abaixo, tudo que você precisa saber para ter uma mini Tarsila ou um mini Portinari em casa. :D
Beijos!
Bianca

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

 

Menina desenhando

Olá, meu povo!!! Vamos brincar de novo?
Não sei se que já falei aqui, mas vou falar de novo, só pra garantir. Sou arquiteta de formação. Assim, subentende-se que eu goste de desenhar, certo? Muito mais que isso! A minha relação com o desenho vem desde sempre, antes mesmo de eu existir. Está no DNA, por assim dizer.
Meu bisavô paterno, francês, já era desenhista e pintor quando veio morar neste país tropical. Meu pai é desenhista técnico e professor de matemática e desenho geométrico. Também tenho tios maternos com grandes talentos técnicos/artísticos… Enfim, está no sangue! Desde pequena que adoro desenhar e pintar, profissionalmente e também por recreação! Fora isso, tenho verdadeiro vício paixão  por coisinhas coloridas. Lápis, gizes, canetinhas, papéis… Papelarias são minha maior perdição financeira!
Não sei se o gosto dos meus filhos pelo desenho é natural ou se, mesmo inconscientemente estou sempre estimulando esse lado. Mentira!!! Eu sei que estimulo bastante esse lado neles. Como na nossa casa os materiais de desenho sempre estão disponíveis (meu marido também é arquiteto e amante das artes), eles sempre tiveram acesso a tintas, lápis de cor e demais coisinhas desde cedo.
Então, se você me perguntar como fazer para estimular seus filhos a gostarem de desenhar, o primeiro passo é ter material pra isso, disponível pra eles! Nem precisa ser um material profissional; basta ser atóxico. O segundo passo é ter uma boa dose de desapego material, por assim dizer, porque é certo como o nascer do sol que algumas coisas e paredes da sua casa servirão de tela para o novo artista!
Pra não enlouquecer ter grandes problemas, se a arte for muito grande, sugiro forrar o espaço com plástico ou jornais. Se você puder providenciar uns papéis em tamanho maior, melhor ainda. Eles se soltam mais quando tem mais espaço pra criar!
Então…
– Tenha sempre bloquinhos de desenho e lápis ou giz de cor na bolsa deles. Experimente entregar esse “kit” pra eles no restaurante ao invés do joguinho do celular. Você vai se surpreender ao ver como eles curtem!
– Crianças menores colocam tudo na boca. Então é sempre indicado se certificar de que os produtos são atóxicos.
–  Existem lápis especiais para desenhar no banheiro, que saem facilmente da cerâmica, do vidro, do espelho e da pele com água. As crianças adoram!
– Muitos materiais mancham a roupa e não saem nunca mais. Então leia o rótulo antes pra não chorar depois! Na dúvida, coloque as roupas mais velhinhas na hora de brincar de ser artista.
– Os melhores lápis de desenho para crianças são os que têm o grafite mais “mole”. Peça na papelaria HB ou B; o vendedor vai entender.
Boa brincadeira e até a próxima!!!
Assinatura Virginia
Comente, compartilhe! :)