Cuidados com a pele durante a gravidez

Está grávida? Preocupada com manchas, estrias e tudo mais? Primeiro… Calma!! A gravidez deixa marcas, sim, principalmente emocionais. Quanto às físicas, você pode adotar uma série de medidas para evitá-las ou, pelo menos, minimizá-las.

Mas vamos conversar com quem sabe? Carolina Coelho, proprietária da Clínica Dermatológica Carolina Coelho, nossa colunista, escreveu uma coluna toda especial para as nossas gravidinhas.

Enjoy! ;)

Bianca.

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Pra conversar: Grupo de Mães e Madrastas

Cuidados com a pele 2

Quem disse que as futuras mamães não podem cuidar da pele? Ao contrário do que muitos pensam, elas podem (e devem) cuidar da pele durante a gestação. Com a devida orientação de um médico dermatologista, a futura mamãe pode ficar ainda mais linda! É claro que existem algumas restrições no uso de certas medicações e de alguns procedimentos dermatológicos, mas à medida que a gestação vai avançando, várias medicações vão sendo liberadas para serem usadas normalmente.

Primeiramente, se você fazia uso de algum tratamento dermatológico antes de descobrir que estava grávida, o ideal é suspender os medicamentos e procurar imediatamente um médico especialista para tirar todas as suas dúvidas e orientá-la quanto ao uso correto e seguro dos produtos. É importante lembrar que a tríade básica de cuidados diários com a pele – proteção solar, limpeza e hidratação – não precisa ser suspensa em nenhum momento da gestação, mas ácidos e cremes anti-idade não devem ser usados sem orientação de um dermatologista, principalmente no primeiro trimestre da gravidez.

Em cada fase ou trimestre da gestação, temos mudanças características na pele das mulheres, como por exemplo, o surgimento de acne no primeiro trimestre, manchas no segundo e estrias ao final da gravidez. É aconselhável que a gestante faça uma consulta com o dermatologista a cada trimestre, para ter o devido acompanhamento sem por em risco a saúde do bebê. Nada de usar aquele creme que a melhor amiga indicou ou a novidade sugerida pelo seu blog favorito, sem nem ao menos se consultar com o seu médico. Cada pessoa tem um tipo de pele e necessidades diferentes, portanto cada tratamento deve ser individualizado e específico para cada paciente.

Sabemos que está muito em moda comprar cremes e outros produtos para a gestação fora do Brasil, mas nenhum tipo de produto pode servir e funcionar da mesma maneira, em todas as pessoas. Os cremes produzidos nos EUA, por exemplo, foram feitos para peles e clima bem diferentes dos nossos. Existem linhas de medicamentos criadas especificamente para a pele da brasileira e seu dermatologista é o especialista neste assunto, ele prescreverá tudo que você precisará para ser uma belíssima mãe.

Se com relação aos cremes, cosméticos e outros produtos, há certa restrição e alguns cuidados, os procedimentos dermatológicos clássicos também merecem certa atenção. Alguns procedimentos como dermoabrasão, microdermoabrasão ou peeling de cristal, por serem tratamentos que não envolvem uso de produtos químicos, podem sim ser realizados durante toda a gestação, sem nenhuma contraindicação e com eficiência garantida. Outros procedimentos como retirada de sinais e pequenas cirurgias, também não estão contraindicados e podem ser realizados tranquilamente durante o período de gravidez sem trazer riscos à saúde.

A aplicação de Botox – por se tratar de uma toxina – e os peelings químicos –devido às altas concentrações de ácidos – estão contra-indicados durante a gestação.

São tantas opções em tratamentos dermatológicos que fica difícil conseguir falar detalhadamente sobre cada um deles em uma só matéria. A gravidez não é desculpa para a falta de cuidados com a saúde da pele e do corpo da mulher. Pensando nisso, o médico dermatologista está ai para ajudar no que for necessário para atingir todos esses objetivos acessíveis. Ferramentas para conquistá-los são muitas, basta descobrir qual é a mais adequada para você.

Dra. Carolina Coelho

Comente, compartilhe! :)