Dia do Irmão

Dia do irmão

Amo essa foto. Vejam o sorriso dos meninos e o tamanhico da Vivi! A intrusa beijoqueira sou eu, que era só felicidade porque a pequena estava em casa conosco (com quase um mês de idade e 2kg bem distribuídos). Meu cabelo tá uó, eu sei. Por isso, não olhem. ; )

Filhos de mães diferentes que não estão nem um pouco preocupados com isso. Meio irmãos? De jeito nenhum: completamente irmãos.

O relacionamento entre essas três crianças é de emocionar não só a mim, mãedrasta coruja, mas a todos que convivem conosco. A menina, com toda a chatice energia inerente à idade, implica, chora, empurra, cutuca, toma o brinquedo, devolve o brinquedo, aperta o nariz, desliga o Xbox, espalha o Lego… E o que ela recebe de volta? Amor.

Exemplo: o ápice da impaciência do Mateus, que tem somente 7 anos, é manifestado da seguinte forma: – Tia Biaaaaaaa! Socorrooooooo! Tira essa menina daqui!!!

Quando chego prá socorrer, ela está atracada ao irmão, enfiando o dedo no umbigo dele com força. Cadê empurrão? Cadê reação rude ou mesmo defesa? Não tem. Sabe o que ele faz, quando ela se chateia? Canta a música da Dona Aranha que subiu pela parece. Para acalmar, explica o mocinho.

Mário, o mais velho cuida de verdade. Ajuda no banho, nas trocas de fralda (inclusive de número 2), na hora de dormir… Ele dedica parte do seu dia à irmã e, vejam bem, estamos falando de um adolescente gatíssimo e do qual morro de ciúmes.

Eles são tão ligados que a menina, ao empurrar um carrinho com uma boneca, diz vrummmmm, vrummmmm… Ao ver uma bola, grita goooool… Ao ouvir alguém gritando gol, grita “cáaaatico” (Náutico)… Menina e meninos, todos misturados. Irmãos.

Papai do céu, obrigada. Família com amor de sobra no Dia do Irmão, dos Pais, das Mães, da Tia, dias úteis, sábados, domingos e feriados. <3

Beijos,

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe

Comente, compartilhe! :)