Filha, você largou a chupeta

DSCN2051 2

Filha,

Domingo passado (05/03/15, precisamente) você trocou sua chupeta por chuteiras, para jogar com o André (seu amiguinho da escola).

A gente se conhece há várias vidas e é sempre assim: à medida que você cresce, eu reclamo.

Ao tempo em que comemoro como se estivesse presente na defesa da sua dissertação ou no nascimento da sua filha (me permita achar que você desejará ter uma vida acadêmica e gerar descendentes), choro como se você houvesse ido morar sozinha.

Minha cabeça aceita perfeitamente não ter mais uma bebê em casa e se esforça para que eu tenha a sensação de dever cumprido, de estar ao seu lado enquanto você se despede de um consolo do qual não mais precisa. Mas meu coração, cujo desempenho é determinante para a elaboração das frustrações (segundo aprendi na terapia), não está colaborando.

No Houaiss materno, a primeira acepção de “largar a chupeta” é seu “bebê foi embora”, do latim “daqui a pouco sairá de casa”. Ou seja: restam pouco mais de 15 anos com você situada embaixo da minha asa (me permita ser otimista e acreditar que durante a sua adolescência minha asa ainda será um lugar frequentável), tempo absolutamente insuficiente para que eu exerça toda a maternidade que eu gostaria de exercer (mãe sufocante MODE ON).

Mas isso não é sua responsabilidade, filha. Mamãe, sabida wannabe, deposita a felicidade em uma porção de coisas, as quais, embora juntas perfaçam o percentual de 0,00000001% da felicidade que é ser sua mãe, um dia me farão uma vovô descolada, indisponível e, quem sabe, mochileira.

Se um dia, por acaso, algo te leve a crer que você não tem força suficiente para enfrentar qualquer dificuldade, para alcançar um objetivo, para dar adeus a algo que não te faz mais bem, para mudar de país, de profissão ou de marido, saiba que EM MOMENTO ALGUM você pediu a sua chupeta de volta.

Conselho: leia este texto antes de ter filhos. Assim, você poderá pensar algo como “Mamãe, exagerada como sempre. Mó drama só por causa de uma chupeta”.

Mamãe.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Pra conversar: Grupo de Mães e Madrastas

Comente, compartilhe! :)