Mãe de prematuro

Prematuro

Mamães de prematuros estreiam na maternidade com uma overdose de realidade, aprendendo de cara que nem tudo (ou quase nada) é como planejamos, mas que somos extremamente fortes.

Mãe de prematuro não reclama das noites em claro, porque ela esperou loucamente que seu filho tivesse alta da UTI Neo para leva-lo pra casa.

Mãe de prematuro não reclama porque o peito rachou e está sangrando, porque nada é pior do que lembrar que não pôde amamentar seu bebê ao nascer e que ele se alimentava por uma sonda.

Mão de prematuro não reclama porque não teve um parto natural e até esquece que existe violência obstétrica, porque a tal da cesariana foi quem salvou a vida do seu filho.

Mão de prematuro não tem foto da hora do parto, porque não existe fotógrafo em parto de emergência.

Mão de prematuro não espera a primeira febre do filho para virar doutora-mamãe; mãe de prematuro nasce sabendo o que é Apgar, saturação, icterícia, hipotermia, bipap…

Mão de prematuro não reclama da primeira vacina; ela comemora porque seu bebê finalmente chegou aos 2kg e poderá ser imunizado.

Mão de prematuro não tem depressão pós parto; ela se acaba de chorar, mas de pé, tetando se acalmar, porque sabe que qualquer alteração no seu estado emocional pode fazer o leite secar.

Mãe de prematuro sabe que um ganho de 10g no peso é uma grande vitória e aprende, pra vida inteira, que cada detalhe que torna viável a vida humana (respirar, fazer xixi, sugar…)  é realmente uma vitória.

Mãe de prematuro aprende a dar colo através da incubadora e a acalmar o bebê somente com o falar; aprende a chorar no colo do marido, porque o colo está vazio; aprende a rezar, a ter fé, a ser grata.

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Comente, compartilhe! :)