Tudo que você precisa saber sobre adoçantes…

... e sobre a nossa estreia no #VivaPositivamente

Adoçantes 6

O canal de relacionamento da Coca-Cola Brasil com formadores de opinião em redes sociais, através do qual  é fomentada a produção de conteúdo sobre temas relacionados à saúde e sustentabilidade, é o Viva 2.0.
Imaginem a felicidade da pessoa que vos escreve ao ser convidada para fazer parte da rede de blogueiros Viva Positivamente que, sob a curadoria de Sam Shiraishi e Alexandre Inagaki, agita a web com updates sobre vida saudável, ambiente de trabalho, comunidade, água, energia, clima e vários outros temas socialmente relevantes.
No primeiro encontro que participei conversamos sobre adoçantes. Fomos recebidos na sede da Coca-Cola no Rio de Janeiro, com esta vista básica.

Adoçantes 1

Após uma apresentação do Gabriel Luchard, Fernanda Martins (Líder de Projetos da unidade brasileira da Coca-Cola) e Sandra Freire (Líder da categoria Adoçantes) deram detalhes sobre o funcionamento do departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Coca-Cola Brasil, que atende não só o nosso país, como também a América Latina.
Os produtos da Coca-Cola vendidos aqui não necessariamente são vendidos em outros países. Pode-se dizer, inclusive, que considerando as peculiaridades de cada local (paladar, aromas, hábitos alimentares), a empresa elabora o seu mix de produtos. Tanto é assim que no México, por exemplo, existem refrigerantes apimentados. Nos Estados Unidos, por sua vez, existe um energético próprio para mamães: o Mother! Sugeri que aqui fosse comercializado em garrafões de 20 litros :D
Adoçantes 5
Quem nos ensinou tudo sobre adoçantes foi a Dra. Maria Cecília Toledo, que é membro da Comissão de Assessoramento Técnico Científico em Alimentos Funcionais e Novos Alimentos (CTCAF); membro do Grupo Técnico de Aditivos Alimentares junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA); Especialista da WHO (World Health Organization) junto ao Joint Expert Committee on Food Additives (JECFA); Membro do WHO (world Health Organization) Expert Advisory Panel on Food Safety; Doutora em Ciência de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, Brasil, com Pós-Doutorado em Toxicologia de Alimentos na Oregon State University, EUA; Docente Titular aposentada da Faculdade de Engenharia de Alimentos/UNICAMP desenvolve atividades de pesquisa na área de Aditivos Alimentares e Contaminantes.
Adoçantes 3
Edulcorantes são substância que têm grande capacidade de adoçar. Os mais conhecidos: aspartame, sacarina, ciclamato  e steviosídeo. O que difere os edulcorantes do açúcar, por exemplo, é que aqueles são muito mais doces (dezenas, às vezes centenas de vezes) e não possuem calorias.
Ou seja… Estes super adoçantes são grandes amigos das dietas e de quem faz um planejamento calórico. Exemplo: ao invés de tomar uma bebida com açúcar, você opta por ingerir uma com edulcorante; as calorias que ficaram “de crédito”, por você não haver ingerido a bebida açucarada, podem ser usadas para tomar um chopp ou um picolé.
Só se consegue ter uma vida saudável buscando informação, fazendo escolhas adequadas e mantendo equilibrada a relação entre calorias ingeridas x calorias gastas. Assim, ler com atenção o rótulo da embalagem dos alimentos é fundamental pra quem faz dieta ou planejamento calórico. 
Em doses pequenas, os adoçantes não causam riscos à saúde humana. Falamos em doses pequenas (adequadas) porque, como se sabe, tudo é tóxico, a depender da dose.
Grávidas podem usar edulcorantes? E crianças? Poder, pode. Mas… Quem está gerando um bebê ou em plena fase de desenvolvimento, em tese, não deve ter uma dieta com restrições calóricas. Assim, a não ser que haja recomendação médica, não existe justificativa para a ingestão de edulcorantes por gestantes ou crianças.
Adoçantes 4
Fotografias: Otagai Mídias Sociais.

Beijos,

Bianca,

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Comente, compartilhe! :)