Qual o lugar da madrasta no casamento da enteada?

Madrasta cuja presença foi sumariamente ignorada pelo cerimonial no ensaio do casamento da enteada pergunta como proceder

De volta à normalidade, hoje retomamos a pauta das nossas quintas-feiras, com a TAG “Fala que eu te escuto (e te respondo)”.

Em virtude da urgência, em caráter excepcional, um e-mail que acabamos de receber será respondido. Peço desculpas e compreensão às boadrastas. Vocês entenderão…

***

“Como devo proceder?. O meu marido não tem contato com a ex nem no telefone.  O casamento da minha enteada está sendo pago por ele e eu intermedio a situação.  A cerimônia será no buffet.  Só a civil. A enteada me chamou para ir ao ensaio, chegando lá só presenciei da falta de respeito. O cerimonial me desrespeitou, deixando bem claro que eu era mera espectadora. O meu marido me chamava para ficar perto dele e eu, sem jeito, sai de perto e fui sentar. A ex, aproveitando o combinado entre eles, agarrou no braço do meu marido. Nos saímos chateados. Ele pediu para eu ir ao cerimonial, o rapaz disse que a noiva não tinha falado nada a respeito da madrasta. Conclusão: meu esposo falou com ela que eu tinha que ficar na cerimônia do lado dele porque temos 20 anos juntos. Só que tenho certeza que ela deu o pit, porque eu conheço ele e ele não está bem. O que eu faço? Preciso urgente de uma resposta. O casamento no sábado”.

keep-calm-and-ignore-rude-people

Uma pergunta: você quer estar no altar, em detrimento dos sentimentos da noiva?

O questionamento é porque, embora você e seu marido desejem estar juntos em um momento tão importante, acredito que, na data, tudo deve ter uma única finalidade: fazer a noiva feliz.

Não estou dizendo para você “sair do seu lugar” ou “dar lugar à ex”. Estou dizendo para você procurar um lugar confortável, seja no altar, de mãos dadas com o seu marido, seja sentada em um banco logo na frente, olhando de longe nos olhos dele.

Pense o seguinte: existem pessoas sem educação, sem trato e que têm prazer em criar situações constrangedoras. Esse tipo de ser humano não merece nada além de ser ignorado.

Você disse que seu marido não está bem. Tenho certeza de que ele vai melhorar se você disser: – Amor, fica à vontade, acompanhe a sua filha. Não preciso estar ao seu lado, no altar, para estar com você. No final da cerimônia a gente se encontra.

O nome disso, querida, é amor.

Beijos,

Bianca.

bianca@naoeamamae.com

Instagram: @blognaoeamamae

No facebook: Blog Não é a Mamãe!

Pra conversar: Grupo de Mães e Madrastas

Comente, compartilhe! :)